Buscar
  • institutogestare

Dia Mundial da Alimentação



Quanta riqueza podemos ter na simplicidade! Nesse mundo de infinito acesso a tantas informações, o cuidado com a alimentação tem se transformado em um assunto complicado, cheio de tensão e preocupação, o que não é saudável nem necessário. Parece que somente as novidades têm valor. Existem sim etapas variadas de cuidado, mas não tem certo e errado. Dentro dessas etapas podemos começar pensando em melhorar o que já consumimos de costume, acrescentando ingredientes que melhoram a refeição, como por exemplo: escolher um chá de ervas para consumir com um pãozinho comum. Em outra etapa podemos mudar a escolha de uma farinha no preparo de um bolo, por exemplo: um bolo de banana que antes era feito com farinha de trigo agora passa a ser feito com aveia. Ou ainda, podemos transformar toda a refeição e escolher exclusivamente ingredientes naturais, sem aditivos artificiais como consumindo ovos com suco de limão e couve. Mas o mais importante é entender que nossas escolhas na mesa são resultado de cuidados fora da mesa. A organização da rotina e do tempo é o que alimenta a saúde porque nos garante a constância necessária para que todo resultado positivo programado se torne realidade. O alimento precisa ser fonte de vida, e quanto mais próximo do natural melhor, mas os momentos de refeições precisam também gerar esse ambiente internamente, permitindo que toda programação fisiológica, naturalmente aconteça, sem que nossa correria atrapalhe nenhum processo. De nada vale pratos perfeitos em um ambiente de estresse, sem atenção, sem pausas necessárias para que o organismo receba da melhor forma o que escolhemos comer. Todo investimento na escolha dos ingredientes perde seu efeito em nosso corpo e performance mental e emocional, isso também é um desperdício. O dia mundial da alimentação nos faz lembrar que precisamos descomplicar, porque tem mais gente precisando de nós. Desde a gestação, todo cuidado é para potencializar a nova vida que vai chegar. Todos os dias temos uma nova chance de criar primeiro em nós esse ambiente que gera vida, para transbordando saúde, vivermos nossa melhor performance e ajudar quem mais precisa, quem ainda não tem acesso ao básico, e que estão bem perto de nós. “Que nossa fome e sede de amor seja infinitamente maior que a fome e sede de alimento.”



Quanta riqueza podemos ter na simplicidade! Nesse mundo de infinito acesso a tantas informações, o cuidado com a alimentação tem se transformado em um assunto complicado, cheio de tensão e preocupação, o que não é saudável nem necessário. Parece que somente as novidades têm valor. Existem sim etapas variadas de cuidado, mas não tem certo e errado. Dentro dessas etapas podemos começar pensando em melhorar o que já consumimos de costume, acrescentando ingredientes que melhoram a refeição, como por exemplo: escolher um chá de ervas para consumir com um pãozinho comum. Em outra etapa podemos mudar a escolha de uma farinha no preparo de um bolo, por exemplo: um bolo de banana que antes era feito com farinha de trigo agora passa a ser feito com aveia. Ou ainda, podemos transformar toda a refeição e escolher exclusivamente ingredientes naturais, sem aditivos artificiais como consumindo ovos com suco de limão e couve. Mas o mais importante é entender que nossas escolhas na mesa são resultado de cuidados fora da mesa. A organização da rotina e do tempo é o que alimenta a saúde porque nos garante a constância necessária para que todo resultado positivo programado se torne realidade. O alimento precisa ser fonte de vida, e quanto mais próximo do natural melhor, mas os momentos de refeições precisam também gerar esse ambiente internamente, permitindo que toda programação fisiológica, naturalmente aconteça, sem que nossa correria atrapalhe nenhum processo. De nada vale pratos perfeitos em um ambiente de estresse, sem atenção, sem pausas necessárias para que o organismo receba da melhor forma o que escolhemos comer. Todo investimento na escolha dos ingredientes perde seu efeito em nosso corpo e performance mental e emocional, isso também é um desperdício. O dia mundial da alimentação nos faz lembrar que precisamos descomplicar, porque tem mais gente precisando de nós. Desde a gestação, todo cuidado é para potencializar a nova vida que vai chegar. Todos os dias temos uma nova chance de criar primeiro em nós esse ambiente que gera vida, para transbordando saúde, vivermos nossa melhor performance e ajudar quem mais precisa, quem ainda não tem acesso ao básico, e que estão bem perto de nós. “Que nossa fome e sede de amor seja infinitamente maior que a fome e sede de alimento.”



Quer saber mais?


Siga @moniquemartini_


1 visualização
  • Instagram Instituto Gestare
Telefone Instituto Gestare
WhatsApp Instituto Gestare
E-mail Instituto Gestare

Horário de funcionamento:

segunda a sexta, das 07h às 19h.

Rua República Argentina, nº 500, Sion Belo Horizonte/MG - CEP 30.315-490

Copyright 2020 © Instituto Gestare.

Desenvolvido por Bonita Comunicação Digital.

WhatsApp Instituto Gestare